24 de maio de 2009

O templo


Piazza Rotonda © VJ, Set. 2008

O filme "Anjos e demónios" ofereceu-me sobretudo duas horas de revisitação de Roma. Acompanhei com entusiasmo a sucessão de cenas pelos diferentes monumentos e ruas da Cidade Eterna, e nem o anjo do Castelo Sant'Angelo ou a fabulosa Biblioteca Angélica escaparam à mira do realizador. Uma coisa garanto, o Arquivo do Vaticano não corresponde nada ao mostrado no filme, na realidade é muito menos formal e sofisticado. Vibrei particularmente com os belíssimos planos do templo de todos os templos. O meu preferido de Roma e de todas as Romas. Adivinhem qual é? Não é difícil... Sempre que possível visito-o como se fosse a primeira vez. Então de noite, quando mergulha no silêncio, é esmagadora a beleza mística que nos transmite.

22 comentários:

Vagamundos disse...

É sempre muito bom revisitar os locais que um dia nos encantaram. Roma é um deles e de facto o filme em causa faz um bom tour pelas suas ruas.

dejalo que va lejos disse...

Eu sei, mas não digo :p

Quando o vi pela primeira vez, fiquei de boquiaberta... É um dos melhores locais para compreender a grandiosidade da engenharia romana... Um templo divino.

Beijos do Tu

Helena Branco disse...

Um templo é como um sacrário...quando nos despojamos logo na sacristia...para bem O escutarmos...

Ele está ali...aguardando-nos para que O levemos para casa

Dylan disse...

Deixa-me adivinhas? O Estádio Olímpico de Roma...!
ehehehehe

Porto Presente disse...

Mauzão: colocar uma imagem destas combinadas com Puccini....vou ali chorar um bocadito...ando com tanta fominha de viagens... já para não dizer que há séculos que não tenho tempo para ver um filme... ele há cada vida! :) Beijo meu

Rosa Negra disse...

Lembrei-me de ti quando o vi, por isso mesmo :)))
Um abraço

Viajante disse...

Vagamundos,
deliciei-me a adivinhar o nome das ruas à medida que as cenas passavam :-)


Va Lejos,
mazona? Diz, diz, se és capaz :P
É sim, um templo divino, uma ode a todos os templos. Ele é... o templo!
Beijos do Eu


Helena Branco,
um reduto sagrado, sem dúvida!
Abraço

Viajante disse...

Dylan,
friooooo! :P
É a modos que olímpico mas não é estádio :P
:))


Porto Presente,
sua chorona! Olha que não é por falta de convites que não matas a fome de "biages" :PPP
Bjs


Rosa Negra,
e daqui a um mês lá estarei, a matar saudades :)))
Abraço!

história e arte disse...

Ciau carino!!

"o templo d todos os templos...." pois será o panteão ?? obra maior desse imperador q M. Yorcenar transformou a personagem apaixonante???

:))) anda, leva-nos + um bocadinho a passear por esse meandros q tu conheces.... conta + dos segredos escondidos na biblioteca d vaticano!!! :)))

beij

Helena de Tróia disse...

Bom, fiquei contente em saber que de um filme tão mediocre conseguiste pelo menos retirar algo positivo, algum encanto, quanto mais não seja pela cidade e monumentos que te fez recordar! Quanto ao templo ser o templo dos templos...meu amigo, tenho de discordar, os pais de todos os templos são gregos, como sabes os romanos tinham uma adoração e admiração pela cultura e civilização gregas....o resto são imitações baratas..:-)))))))

Intruso disse...

amei Roma...

Fozeira disse...

Querido viajante,

Finalmente, algumas forcas para visitar o teu sitio e dar sinais de vida.

Eu ja estou no frio do Alasca mas com o tempo de Verao. Sao 9 horas da noite e ainda é dia...

E tu, que andas a fazer?

Beijinho grande
JU

Rafeiro Perfumado disse...

Não sei se estás a falar do Panteão, mas para mim foi um dos que mais impacto causou. E Roma tem uma majestade que nem as ruínas conseguem diminuir.

Abraço!

Viajante disse...

História e arte,
ciao bella, come stai? Claro que é o Pantheon! Esse capo luogo edificado pelo mítico Adriano.
Muito gostam vocês de segredos de arquivo... Não podemos revelar, somos obrigados a um juramento solene :-))))
bjs


Helena de Tróia,
Sim, sim, pelo menos teletransportou-me durante duas horas para Roma, o que já não é nada mau tendo em conta a qualidade do filme. Respondendo à tua "chamada de atenção" e não desmerecendo a Acrópole e o Parthenon, o Pantheon de Roma é o templo dos templos que chegaram até nós praticamente intactos. Fica feita a ressalva ;-) Tenho um respeito devocional pelos templos gregos, em especial os da acrópole ateniense ;-)))


Intruso,
eu não me consigo livrar dela. Ficou, para sempre...

Viajante disse...

Fozeira,
minha linda neste momento navego, não em água do Alasca como tu mas pela net ;-)))
Bjss


Rafeiro Perfumado,
O Pantheon é de causar impacto a qualquer um. Esmaga, emociona, petrifica!
Achei interessante que no filme Ele aparece com um pouco mais de patine, deram-lhe um banho de loja na filmagem o que não lhe fica nada mal, sublinhe-se.
Abraço!

Gata Verde disse...

Quando apareceu a cena do Arquivo dissemos logo..."é por aqui que o nosso amigo anda!!" e tivemos a dúvida se seria mesmo assim, pelos vistos não!

Amei rever Roma! Tenho de lá voltar para a ver à noite...

beijos

Juliana disse...

Eu adorei o filme por causa das imagens de Roma. Mas nao gostei que tenham modificado muitas passagens do livro.
Encantei-me com o "tour" na Cidade do Vaticano, muitos lugares não conheço pois sempre que estive em Roma foi de passagem mesmo. E a Fontana dei Quattro Fiumi, na Piazza Navona, foi a primeira vez que a vi sem os andaimes.
Já entrou na biblioteca do Vaticano?
Eu também sou uma grande admiradora do Pantheon e da sua história. Nunca o visitei de noite, deve ser fantástico.
Um abraço!

Viajante disse...

Gata Verde,
Não, o arquivo não é nada assim. Talvez daqui a cem anos seja, talvez...
Os americanos é que gostam muito de fazer jus ao nome de "Arquivo Secreto" e inventam aquela encenação toda.
Bjs


Juliana,
olha que poucas são as cenas realmente filmadas no Vaticano, excepto aquelas da Praça de S. Pedro.
E parece-me que a Fontana dei Quattro Fiumi sem andaimes foi uma recriação em computador. Aliás muitos monumentos aparecem retocados e com uma patine diferente daquela que realmente têm.
O Pantheon não se visita de noite, está fechado, mas aconselho uma visita ao exterior, a iluminação é perfeita, realça imenso a mística do edifício.
Sim, sim, já entrei várias vezes na biblioteca e no arquivo do Vaticano, ossos do meu "outro" ofício ;-))
Abraço!!

Juliana disse...

Ola Viajante,

Acho que me confundi com o livro ou entao com outro filme, onde mostram o patio e o jardim do Vaticano. Da proxima vez que for a Roma, espero conseguir visitar a Capela Sistina e os Museus do Vaticano.

Também acho que foi uma recriaçao, até comentei com meu namorado. Da ultima vez que estive la, em julho do ano passado, ainda estava com andaimes.

Santa Maria del Popolo nunca visitei, nem a praça. Aquele do filme deveria ser outra reconstruçao.

O Pantheon é fechado de noite? Nao sabia. A iluminaçao dele so vi por fotos. E' lindo! Ao vivo deve ser maravilhoso.

Que honra poder entrar na Biblioteca e Arquivo do Vaticano. Voce se ocupa de artes?

Um abraço

Viajante disse...

Olá Juliana!
recomendo-te que visites não só os museus do Vaticano (onde se inclui a Sistina) mas sobretudo o centro histórico de Roma. A igreja de Santa Maria del Popolo tem a particularidade de ter uma capela fúnebre mandada construir pelo cardeal português D. Jorge da Costa, nos inícios do século XVI.

É uma honra, sim, e uma grande responsabilidade também. O arquivo e a biblioteca do Vaticano são a Meca de qualquer reconstrutor de memória, como eu ;-)
Abraço!

BlueShell disse...

Podia tentar adivinhar....

BShell

Juliana disse...

Obrigada pelas dicas!
Sim, gostaria de visitar os museus, a biblioteca e o Papa!
Um abraço!